sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Como usar: Tênis esportivo

16:40:00
Você sabia que os tênis que você usa na academia ou para atividades físicas num geral, podem sair do armário para incrementar a roupa do rolê?! Pois é, nesse post irei mostrar alguns looks para você se inspirar, depois me diz o que acha.
Os tênis esportivos há muito tempo são associados à vida fitness e sua função vinculada às atividades físicas, porém, com ao passar dos anos essa associação vem sendo quebrada aos poucos devido aos grandes avanços da moda, que tem criado tênis mais casuais e estilosos dentro do padrão esportivo.

Esses tênis são mais "brutos", porém, com a composição certa ele pode atuar como principal fator do look. Super confortáveis, são ideais para o dia a dia ou um local mais descontraído. 

Modelos com menos cores ou cores neutras se adaptam melhor as combinações, e na minha opinião são os mais bonitos, particularmente adoro a combinação com saias e vestidos, acho que ficam bem equilibrados.

Optar por esse modelo de tênis às vezes, é um descanso e tanto para os nossos pés, então, por que não dar uma chance?! E aí, já usam ou pretendem usar essas maravilhas para sair?                                      

      ♡ TÊNIS COM CALÇA JEANS

Natya - Pinterest - Maisa 

      ♡ TÊNIS COM CALÇA CURTA

Gabi - Pinterest - Helena

       TÊNIS COM VESTIDO

   Marcella - Barbara - Pinterest

      ♡ TÊNIS COM SKINNING

      Natya - Pinterest - Kendall

      ♡ TÊNIS COM SAIA

     Maanuh -  Pinterest - Pinterest

     ♡ TÊNIS COM SHORT

Layla - Patrícia - Thássia

E aí, curtiu? Me acompanhe também nas redes sociais: Instagram e Facebook.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Playlist para o início do fim do ano

15:50:00
Hoje, de volta ao blog depois de um certo tempo, vim deixar para vocês nessa sexta feira linda, uma playlist toppissima para curtir.
Criei uma lista com músicas internacionais, peguei algumas nostálgicas e outras bem atuais, com uma pegada mais alternativa, só clicar e deixar rolar.



Já me segue no Spotify? Se não, está esperando o que?! Sempre que der irei atualizar e criar playlists pra gente.


Gostaram?

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Dois Documentários Para Assistir Hoje

03:14:00
Sabe quando você assiste ou lê algo que quando termina fica horas pensando sobre? Então, esses documentários BRASILEIROS fizeram isso comigo e, na missão de amiga, irei dividir com vocês e espero, de verdade, que eles mexam com alguém de alguma forma positiva.

O primeiro eu se chama "Eu Maior", assisti há algum tempo e confesso que estava louca para falar dele. Quantas vezes você já não se fez perguntas que pareciam não ter respostas, ou que eram respondidas com outras perguntas, coisas que a maioria das pessoas buscam entender? Esse vídeo tem como base o autoconhecimento e a busca da felicidade. Um convite para aumentar sua vontade de pesquisar, entender e respeitar sua vontade interior, virar detetive de você e do mundo. Neste, foram entrevistadas trinta personalidades, desde líderes espirituais a esportistas, o que deixa em aberto diversas visões e auxilia através de reflexões a criar sua própria ou a pelo menos enxergar melhor.
Quando vi esse documentário fiquei com uma frase na cabeça que não me lembro quem exatamente disse, mas era assim "tudo um dia será nada e esse nada será tudo que um dia procuramos encontrar", pode parecer um pouco de viagem, mas para mim faz muito sentido, além de me lembrar esse texto que fiz, e que somos só uma faísca no universo... E como Ted disse em How I Meet Your Mother "o caminho que importa, não o destino".


 


Já esse segundo vídeo assisti ontem e logo nos três primeiros minutos já me encantei, chama-se "Observar e Absorver" onde Eduardo Marinho, filho de militar, com a vida estabilizada, mas infeliz por viver daquela forma imposta pela sociedade, decide largar tudo e viver por ele, pelas suas próprias vontades, e o mesmo não se mostra nem um pouco arrependido. Extremamente inteligente e visionário ele se comunica de forma simples e ao mesmo tempo incrível, ele consegue transparecer facilmente muitos pensamentos que eu tenho e o que mais me admira é que ele pratica o que diz, ele vive, ele faz, ele enxerga. A ideia de que nós temos que mudar o mundo mas não pra nós é exatamente igual a minha, eu não aguento essas pessoas "ah, infelizmente é assim, eu penso diferente mas não posso fazer nada pra mudar", caramba, pode sim! Certamente não para você, mas só de não compactuar com aquilo e não abaixar a cabeça vai ser algo pra alguém algum dia, sabe?! Além de se mudar internamente, estar aberto a ouvir, receber a crítica ou o que seja e refletir, evoluir. A visão de religião também é muito parecida com a minha, enfim, me identifiquei e me emocionei com o cara, então, assistam!




Bom, eu sou uma pessoa que gosta de histórias, gosta de ouvir pessoas inteligentes (não apenas academicamente, inteligentes na vida também), apesar de não conseguir me relacionar bem, sou mais eu e tela (gostaria de ter esse contato social, acho que seria muito mais interessante pra minha vivência mas ainda não consigo), gosto de saber de coisas mesmo que eu não conheça muito e acho que todos nós temos algo pra ensinar e para aprender, então, para mim, esses documentários são ouro. Espero de verdade que alguém veja e se identifique, ou fique com alguma pulga atrás da orelha, ou abra os olhos e tenha uma visão maior do que a cerca. Enfim, espero que gostem...

Beijos, Iaia.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sobre Morar em República

18:47:00
Essa semana as meninas aqui de casa descobriram que tenho Blog e pediram para falar delas, hahaha, então, para ser um post útil, irei contar minha experiência dando algumas dicas de como morar em república. 

Para vocês entenderem melhor, moro há quatro anos longe de casa, já morei em dois apartamentos e com 4 pessoas diferentes nesse tempo, ou seja, deu pra aprender algo... Então vamos lá.

1- Você não mora mais com seus pais
Parece óbvio mas não é. Pra mim principalmente, filha única, estava acostumada a ter tudo na mão, daí você vem morar sozinha e percebe que as louças não se lavam e acumulam (MUITA COISA), que fazer comida é chato, que a casa fica suja muito rápido e que você estava louco pra sair de casa e das regras dos seus pais, mas na hora do vamos ver você só quer um colo de mãe. 

2- Você precisa ter paciência

Mesmo que você more com alguém que você já conhece ou se deu bem de cara (meio difícil) você precisa ter muita paciência, morar com pessoas que você não tem intimidade é difícil, são manias, falta de privacidade, barulhos quando você quer dormir, personalidades diferentes e costumes incômodos. Enfim, são pessoas, pessoas são estranhas, paciência é a chave pra você não sair no tapa as vezes.

3- Devem haver regras

As que morei não tiveram muitas regras, principalmente a primeira... A gente via que estava muito sujo e juntava para limpar... Já nessa segunda casa cheguei e haviam alguns "lembretes" espalhados, como "repor o papel higiênico", "lavar a louça", coisas que são responsáveis pelo bom funcionamento da casa, mas nem sempre a gente respeita kkkk, mas sem regra vira bagunça, então a dica é que tenham alguns limites/regras.

4- Controle seu dinheiro

A não ser que você seja muito rico. Se assim como eu, você não nasceu com essa sorte toda, se controle. Essa é uma dica que eu dou mas não sigo. Já passei váaarios perrengues por ser totalmente descontrolada. Moro no interior do RJ, estudo em faculdade pública, almoço de graça no restaurante universitário e mesmo assim os gastos fixos de moradia, contas de casa e comida ficam em torno de R$600,00. Daí tem suas saidinhas, roupas, e coisitchas avulsas pra gastar, nessa parte aí que rola o descontrole. Dica da minha amiga aqui de casa: Anote tudo que gastar e deixe sempre o do gasto fixo separado.

5- Tente ser amigável

Mesmo que na falsidade, sim, kkkk, eu nunca fui, já passei muita raiva por não me enturmar com as pessoas que morei, já teve gente que quando eu ouvia chegando em casa queria pegar uma faca e enfiar nela, sim. Então, cultive a boa convivência, converse mais com a pessoa que você mora, seja gentil, faça um agrado as vezes, isso com certeza vai mudar pra melhor a harmonia do ambiente. 

6- Suas companheiras de república podem virar suas irmãs
Eu só tive isso com uma menina que morei três meses e depois me sentia completamente sozinha... Esse ano voltei a morar com pessoas que considero amigas e a rep. Paiassa é a melhor formação que conheço. Então se você tiver sorte de fazer esse tipo de amizade, aproveite, vai ser a sua melhor fase na república, cada história de festa e cozinha que não dão pra contar. Então, aproveite, saia, curta, mantenha o amor e ESTUDE, senão você vai passar mais tempo do que o desejado na república. 


Enfim, essas são as dicas que eu gostaria de ter lido antes de morar com pessoas estranhas, essa é a minha experiência, cada caso é um caso... Mas te digo, morar longe da família é muito difícil, são muitas responsabilidades do nada para encarar, mas é algo incrível que não me arrependo nenhum segundo de ter me submetido. 

Agradecimento especial a Sabrina e Pâmela, as fofolets da montagem, elas tem tornado tudo mais fácil e mais legal ultimamente, então gatinhas da PAIASSA, é nóis fechado no dez no baile do Bené <3


Beijos, Iaiá

quarta-feira, 20 de julho de 2016

5 Personagens que Gostaria de ser Amiga

16:10:00
Dizem que hoje é dia do amigo, né?! Então, obrigada a todos os meus que me aguentam, vocês são maravilhosos! Poderia fazer um post dedicado a vocês, mas irei sair um pouco do comum.
Selecionei cinco personagens de séries que já assisti/assisto que eu gostaria e poderia MUITO ser amiga, e vou compartilhar isso com vocês. 

1- Stiles Stilinski, de Teen Wolf

Apareceu logo no primeiro capítulo da primeira temporada e já ganhou meu coração. Super sarcástico e inteligente, único humano do bando, lindo de morrer akakakka, sempre com soluções criativas, super fofo, neurótico e problemático, sério, queria muito ser amiguinha pra cuidar e ser cuidada por ele ahhaahha.

2- Chloe, de Apartment 23

Bom, ela é a vadia do apartamento 23, (não confie nela), sim, esse é basicamente o nome da série, sim, Chloe é uma vadia, de todos os jeitos possíveis, e isso que me encanta nela. Louca, pervertida, engraçada, alcoólatra, aproveita  vida da melhor maneira possível, não trabalha mas tem tudo e qualquer trabalho que quiser ao mesmo tempo, as vezes se aproveita dos seus amigos mas faz de tudo para ver eles bem. Sério, queria muito ser amiga dela, queria ser ela até kkkkkk.